Imprimir Fechar
Município de Osório/RS
Notícias
17/07/2017

Aluna da Osvaldo Amaral conquista medalha de prata e ouro

Em setembro Camily fará prova em busca de nova medalha
Crédito: Eliana C. Izaias/PMO

A aluna do 8º ano da EMEF Osvaldo Amaral, Camily Pereira dos Santos, 13 anos, visitou na tarde desta segunda-feira (17/7) o prefeito Eduardo Abrahão, momento em que compartilhou a sua alegria de ter conquistado medalhas de prata na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) e de ouro, no Canguru de Matemática.

Acompanhada da diretora da Escola Márcia Oliveira, vice-diretora Isabel Pelisoli, professora de Matemática Lívia Conceição Nunes Machado Ferri e a secretária de Educação Lourdes Helena Gularte, Camily recebeu parabéns do prefeito e sucesso na segunda fase da OBMEP 2017.

Camily recebeu no sábado (08/7) no Salão de Atos da UFRGS, medalha de prata na 12ª OBMEP, nível 1, realizada na Escola Ildefonso Simões Lopes (Rural), onde classificou para a 2ª fase.

O fato despertou interesse na aluna que passou a pesquisar sobre essas modalidades de provas/concursos, o que fez chegar até a “Canguru de matemática”, que é uma espécie de jogo envolvendo estudantes dos sete aos 18 anos, divididos em seis diferentes faixas etárias, resolvendo 24 ou 30 testes de múltipla escolha, em 90 minutos.

 A aluna solicitou à professora Cristiane Gross, responsável pela OBMEP na escola, que a inscrevesse, e considerando que a aluna é destaque na instituição, classificou-se como medalhista de ouro.

Como resultado de seu esforço, Camily atualmente é bolsista do Programa de Iniciação Científica – PIC, onde têm aulas on-line e, às quartas-feiras, aulas presenciais no Instituto Federal, Campos Osório.

Feliz com as conquistas, a aluna disse que está adorando o que está acontecendo. “Estou muito feliz e realizada, vale a pena se empenhar e de dedicar aos estudos”.

A diretora Márcia explicou que o exemplo da Camily fez com que a família Osvaldo Amaral renovasse as energias. “Estamos cheios de orgulho e devemos seguir acreditando que a educação é responsável por ser e fazer a diferença.

Em setembro, Camily fará prova na Escola Rural. Se ganhar medalha de prata, a premiação será em Porto Alegre e se conquistar ouro, a premiação será no Rio de Janeiro.

 

Fotos: Eliana C. Izaias/PMO e Divulgação