Exibição de Notícia Exibe a versão de impressão da página Retorna para a página anterior

Secretaria de Meio Ambiente e Petrobras renovam projeto Fotografando Cidadania
(24/02/2011 - 16:46)

Texto e foto: Carine Simas - Ascom Transpetro

A partir de março, 33 alunos de escolas municipais de Osório terão a oportunidade de aprender a arte da fotografia eternizando imagens do meio ambiente do Litoral Norte. O projeto Fotografando Cidadania, realizado pela organização não-governamental Nordestão, de Balneário Pinhal, teve o patrocínio renovado pela Petrobras. A assinatura do novo contrato ocorreu nesta terça-feira, 22 de fevereiro, na Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana de Osório, parceira da iniciativa.

Será a segunda edição do projeto, selecionado em 2009, no programa Integração Petrobras Comunidade (IPC) e que no ano passado formou as primeiras turmas. Os alunos, com idade entre 12 e 14 anos, têm aulas teóricas e práticas de fotografia, em equipamentos profissionais e semi-profissionais. “Trabalharemos temas como Mata Atlântica, dunas, lagoas, energia, índios e a própria cidade. Queremos também manter um intercâmbio com escolas de Tramandaí e Cidreira, mostrando o nosso trabalho nesses locais”, explica o fotógrafo Pedro Gonçalves, coordenador e instrutor do projeto.

A secretária do meio ambiente, Leda Famer, salienta que o Fotografando Cidadania provoca uma reflexão sobre a preservação do meio ambiente e passa uma mensagem importante: “Quando vamos a um ambiente, não devemos tirar nada dele, apenas fotografias”, destaca.

Paulo Norberto Matos da Silva, da Comunicação da Petrobras Transporte (Transpetro) no Rio Grande do Sul, explica que o IPC visa incentivar a geração de renda, a qualificação profissional e a garantia dos direitos da criança e do adolescente em comunidades próximas das áreas de atuação das subsidiárias Petrobras no Estado. Neste ano, dez projetos devem ser patrocinados. A Transpetro, que tem em Osório o Terminal Almirante Soares Dutra (Tedut), auxilia na seleção e no acompanhamento das ações.

Em 2010, o projeto foi realizado nas escolas municipais do distrito da Borússia e no balneário de Atlântida Sul, com a publicação de exemplares com os trabalhos produzidos pelas crianças.